Saúde

Fertilização in Vitro acompanhada de acupuntura ajuda a realizar o sonho da maternidade

Adiar a gravidez tem seus riscos e o tratamento é uma prova de fogo para mulheres; acupuntura associada à FIV pode atenuar dificuldades e aumentar as taxas de sucesso

É cada vez maior o número de mulheres que optam pela maternidade perto dos 40 anos. Dados do Ministério da Saúde revelam que a gravidez nesse período aumentou 49% nas duas últimas décadas (segundo pesquisa, o número de mulheres que engravidou nessa faixa etária foi de 51.603 em 1995, e de 77.247 em 2015). Estabilidade financeira, mudanças nas relações afetivas e no papel da mulher no mercado de trabalho estão entre as razões listadas por quem opta por adiar os planos de conceber um filho.

Mas apesar dos avanços da medicina, a partir dos 35 anos, as chances de uma mulher engravidar caem de forma expressiva e, a partir dos 45 anos já e considerado improvável a gravidez com óvulos próprios não congelados previamente.

“Aos 37 anos decidi ser mãe, mas nem imaginava as dificuldades que estavam por vir. Interrompi o uso da pílula anticoncepcional e após 6 meses sem sucesso, procurei minha ginecologista que me indicou a FIV devido à minha idade e a baixa reserva de óvulos. Exames e diagnósticos revelavam que a gravidez por meios naturais não era uma opção. Iniciado o tratamento de FIV, me vi assustada com a quantidade de hormônios, mas otimista que teria sucesso na primeira tentativa. Foram seis tentativas e dois anos administrando sensações de frustração, tristeza e cobrança pessoal até a confirmação da gravidez.”

O relato de Patrícia (*), mostra que adiar a gravidez tem seus riscos e o tratamento é um desafio emocional para mulheres, seus parceiros e também familiares. Na sétima tentativa de FIV, decidiu optar por fazer o protocolo completo de acupuntura durante seu tratamento de reprodução assistida, realizando um total de 19 sessões. “Muitos me questionavam o porquê da acupuntura? E posso dizer sim, com certeza absoluta que teve uma grande participação no resultado positivo” afirma Patrícia.

Segundo a Dra Aniele Hayashi, primeira especialista em Curitiba no tratamento de acupuntura para fertilidade, a acupuntura atua harmonizando e equilibrando a energia do corpo, com o objetivo de fortalecer o sistema imunológico, melhorar a circulação sanguínea, melhorar a receptividade do útero, melhorar a qualidade dos óvulos, regular os hormônios e menstruação, aumentar a energia e também reduzir o estresse, algo que acompanha todas as pacientes.

“Sugerimos que as sessões iniciem antes da FIV e sigam em todas as fases, como a preparação para a FIV, estimulação ovariana, retirada de óvulos, transferência e as semanas que antecedem o teste para saber se a gravidez se confirmou”, diz a Dra Aniele Hayashi, profissional que integra o corpo clínico da Embryo – Centro de Reprodução Humana, em Curitiba. Evidências científicas revelam que o tratamento melhora as chances de sucesso.

A Dra Aniele Hayashi recomenda o tratamento complementar de acupuntura pois, ao se considerar o baixo custo do tratamento de acupuntura se comparado à FIV, além dos diversos benefícios comprovados e o significativo aumento nas taxas de sucesso, o investimento é justificável.

“Considerando o aumento nas taxas de sucesso, podemos concluir que a gravidez pode ser atingida com um número menor de tentativas de FIV, o que naturalmente significa muito menos desgaste emocional no casal e pessoas envolvidas no tratamento”, pontua a Dra Aniele Hayashi. Segundo ela, a frustrante experiência de um teste negativo de gravidez após a expectativa criada durante o tratamento pode deixar marcas muito profundas em todos os envolvidos, muitas vezes difícil de serem superadas. “Muitos casais desistem de continuar as tentativas por considerar o processo todo muito difícil e de não se sentirem fortes o suficiente caso a nova tentativa também seja negativa”, conta a especialista.

A inspiradora história de Patrícia, que perseverou durante várias tentativas infrutíferas, serve de exemplo para vários casais. “Hoje, quando olho a carinha da minha filha, tenho certeza das escolhas que fiz e não me arrependo em nenhum momento das decisões tomadas. É uma realização pessoal indescritível” conclui Patrícia.

(*) Sobrenome não foi divulgado atendendo à solicitação da paciente

Serviço
Dra Aniele Hayashi (Crefito 35248-F)
www.acupunturaparaengravidar.com.br
Endereço: Av. Sete de Setembro, 6481 – Seminário, Curitiba (PR)
Fone: (41) 3524-6461/3524-6462
WhatsApp: (41) 99654-5810
Instagram: @acupunturaparaengravidar
Face: https://www.facebook.com/Acupuntura-para-engravidar

Colunas

CURITIBA RECEBE QUEEN EXPERIENCE IN CONCERT EM AGOSTO

O evento que acontece no dia 17 agosto, na Ópera de Arame, relembra os grandes clássicos da lendária banda de Freddie Mercury

Continue lendo

Obra ilegal não prescreve

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei melhora a saúde da mulher

Por Mary Derosso

Continue lendo

Formas circulares para acolher

As formas curvas, utilizadas com um bom conceito, auxiliam, também, na leveza e praticidade das circulações dos espaços

Continue lendo

TURMA DO MARTINUS CELEBRA 40 ANOS DE FORMATURA

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Registros e obrigações

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017