Saúde

Programa da CAA/PR incentiva e orienta sobre amamentação de bebês

Amamentar no peito é fundamental para a saúde e desenvolvimento dos bebês

A Organização Mundial da Saúde recomenda a amamentação até os dois anos de idade ou mais, e que nos primeiros 6 meses o bebê receba somente leite materno, sem necessidade de sucos, chás, água e outros alimentos. Quanto mais tempo o bebê mamar no peito, melhor para ele e para a mãe. Amamentar é muito mais do que nutrir a criança. É um processo que envolve interação profunda entre mãe e filho, com repercussões no estado nutricional da criança, na defesa contra infecções e no desenvolvimento cognitivo e emocional.

A advogada Fernanda Rocha de Rezende conhece os benefícios do aleitamento materno porque amamentou Leonardo, seu primeiro filho, por 3 anos e 5 meses, “sem nenhuma dificuldade e a experiência foi gratificante”, conta. No entanto, com Lucas foi diferente. “Meu segundo bebê sugou o leite de maneira incorreta, ferindo o bico do meu seio, gerando muita dor, e praticamente quase inviabilizando a amamentação”, relembra.

Ciente da importância do leite materno e observando que “amamentar é uma troca de amor que transcende”, Fernanda não hesitou em procurar ajuda. “Lembrei de um folder que recebi da Caixa dos Advogados sobre o programa com proposta de ajudar as mães a superarem os obstáculos que ocorrem durante a fase do aleitamento materno”.

Depois de pesquisar todas as informações, busquei as orientações das enfermeiras participantes do projeto. “E, principalmente, quero agradecer o apoio que recebi da Sibeli, que me atendeu com muito carinho e profissionalismo. As orientações da enfermeira foram fundamentais para me ajudar a identificar a causa da dor e corrigir o problema, além das dicas para cicatrizar a ferida”, observa a advogada. “O programa lançado pela CAA/PR é muito interessante”, acentua Fernanda, sublinhando que a Caixa deve investir na ampliação do projeto, oferecendo, por exemplo, um curso para os pais sobre os primeiros cuidados com o recém-nascido, introdução alimentar, entre outros assuntos.

Fernanda ficou muito agradecida pelas informações e porque agora prossegue com a amamentação do Lucas sem nenhuma dificuldade, e também sugere a criação de um espaço de amamentação e troca de fraldas dentro das Salas dos Advogados nos Fóruns. “Proposta que poderia até ser viabilizada pela Caixa”, propõe. “Assim, as mamães que estão amamentando podem participar das audiências e ir aos Fóruns com mais tranquilidade, seria perfeito”, finaliza.

De acordo com o médico da CAA/PR, Marcelo Garcia Kolling, dados internacionais indicam que apenas 25% das mães conseguem amamentar até o quarto mês de nascimento do bebê, não completando o período mínimo de amamentação exclusiva de seis meses, recomendado pela OMS. Kolling acredita que é muito importante oferecer apoio e incentivar a amamentação. “O programa da Caixa tem registrado boa receptividade e aceitação, porque muitas mães encontram dificuldades para realizar o aleitamento materno. Não é simples amamentar, mesmo sendo um ato natural para a mulher”, aponta.

Programa
O atendimento para avaliação e orientação sobre a amamentação é gratuito para advogadas e dependentes estatutárias, mediante agendamento prévio pelos telefones (41) 3513-2861 ou 3513-2856. Pode ser feito por mães de primeira viagem ou por quem está na segunda gestação e quer melhorar a amamentação do novo filho. A consulta pode ser agendada durante o período pré-natal ou pós-parto. A enfermeira dá o suporte necessário para o aleitamento ocorrer sem traumas e também para transição alimentar e desmame. Caso seja necessário o encaminhamento médico, as pacientes podem agendar uma consulta com o Médico de Família da CAA/PR, que tem custo simbólico de R$ 30,00, ou procurar o profissional de sua confiança. As mamães são atendidas no Edifício Maringá (Rua Cândido Lopes, 146 - Centro), em Curitiba, no 7º andar onde estão localizados os Consultórios Médicos da CAA/PR. As pacientes têm direito a estacionamento subsidiado durante o período de atendimento.

Benefícios do aleitamento materno
O leite materno é um alimento completo, limpo e está sempre pronto e quentinho. Rico em anticorpos, protege a criança de muitas doenças como diarreia, infecções respiratórias, alergias e diminui o risco de hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade. Além disso, sugar o peito é um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, ajuda a ter dentes bonitos, a desenvolver a fala e a ter uma boa respiração. Quando a mãe amamenta no peito perde mais rapidamente o peso após o parto. O útero se recupera com facilidade, reduzindo o risco de hemorragia e de anemia. Amamentar ainda diminui o risco de desenvolvimento de câncer de mama e de ovário.

www.caapr.org.br

Colunas

Curitiba recebe exposição fotográfica de Marina Klink

Registros da Antártica representam o olhar significativo da fotógrafa sobre as riquezas naturais do planeta

Continue lendo

Síndico erra, todos pagam

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Projeto incentiva o hábito da leitura

Por Mary Derosso

Continue lendo

Arquiteto dá dicas de decoração da casa para o fim de ano

Dependendo do tamanho do imóvel, é possível fazer uma reforma mais elaborada

Continue lendo

Lançamento do livro “Reflexões de Clodoaldo”

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Súmula confirma convenção

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017