Saúde

Programa da CAA/PR incentiva e orienta sobre amamentação de bebês

Amamentar no peito é fundamental para a saúde e desenvolvimento dos bebês

A Organização Mundial da Saúde recomenda a amamentação até os dois anos de idade ou mais, e que nos primeiros 6 meses o bebê receba somente leite materno, sem necessidade de sucos, chás, água e outros alimentos. Quanto mais tempo o bebê mamar no peito, melhor para ele e para a mãe. Amamentar é muito mais do que nutrir a criança. É um processo que envolve interação profunda entre mãe e filho, com repercussões no estado nutricional da criança, na defesa contra infecções e no desenvolvimento cognitivo e emocional.

A advogada Fernanda Rocha de Rezende conhece os benefícios do aleitamento materno porque amamentou Leonardo, seu primeiro filho, por 3 anos e 5 meses, “sem nenhuma dificuldade e a experiência foi gratificante”, conta. No entanto, com Lucas foi diferente. “Meu segundo bebê sugou o leite de maneira incorreta, ferindo o bico do meu seio, gerando muita dor, e praticamente quase inviabilizando a amamentação”, relembra.

Ciente da importância do leite materno e observando que “amamentar é uma troca de amor que transcende”, Fernanda não hesitou em procurar ajuda. “Lembrei de um folder que recebi da Caixa dos Advogados sobre o programa com proposta de ajudar as mães a superarem os obstáculos que ocorrem durante a fase do aleitamento materno”.

Depois de pesquisar todas as informações, busquei as orientações das enfermeiras participantes do projeto. “E, principalmente, quero agradecer o apoio que recebi da Sibeli, que me atendeu com muito carinho e profissionalismo. As orientações da enfermeira foram fundamentais para me ajudar a identificar a causa da dor e corrigir o problema, além das dicas para cicatrizar a ferida”, observa a advogada. “O programa lançado pela CAA/PR é muito interessante”, acentua Fernanda, sublinhando que a Caixa deve investir na ampliação do projeto, oferecendo, por exemplo, um curso para os pais sobre os primeiros cuidados com o recém-nascido, introdução alimentar, entre outros assuntos.

Fernanda ficou muito agradecida pelas informações e porque agora prossegue com a amamentação do Lucas sem nenhuma dificuldade, e também sugere a criação de um espaço de amamentação e troca de fraldas dentro das Salas dos Advogados nos Fóruns. “Proposta que poderia até ser viabilizada pela Caixa”, propõe. “Assim, as mamães que estão amamentando podem participar das audiências e ir aos Fóruns com mais tranquilidade, seria perfeito”, finaliza.

De acordo com o médico da CAA/PR, Marcelo Garcia Kolling, dados internacionais indicam que apenas 25% das mães conseguem amamentar até o quarto mês de nascimento do bebê, não completando o período mínimo de amamentação exclusiva de seis meses, recomendado pela OMS. Kolling acredita que é muito importante oferecer apoio e incentivar a amamentação. “O programa da Caixa tem registrado boa receptividade e aceitação, porque muitas mães encontram dificuldades para realizar o aleitamento materno. Não é simples amamentar, mesmo sendo um ato natural para a mulher”, aponta.

Programa
O atendimento para avaliação e orientação sobre a amamentação é gratuito para advogadas e dependentes estatutárias, mediante agendamento prévio pelos telefones (41) 3513-2861 ou 3513-2856. Pode ser feito por mães de primeira viagem ou por quem está na segunda gestação e quer melhorar a amamentação do novo filho. A consulta pode ser agendada durante o período pré-natal ou pós-parto. A enfermeira dá o suporte necessário para o aleitamento ocorrer sem traumas e também para transição alimentar e desmame. Caso seja necessário o encaminhamento médico, as pacientes podem agendar uma consulta com o Médico de Família da CAA/PR, que tem custo simbólico de R$ 30,00, ou procurar o profissional de sua confiança. As mamães são atendidas no Edifício Maringá (Rua Cândido Lopes, 146 - Centro), em Curitiba, no 7º andar onde estão localizados os Consultórios Médicos da CAA/PR. As pacientes têm direito a estacionamento subsidiado durante o período de atendimento.

Benefícios do aleitamento materno
O leite materno é um alimento completo, limpo e está sempre pronto e quentinho. Rico em anticorpos, protege a criança de muitas doenças como diarreia, infecções respiratórias, alergias e diminui o risco de hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade. Além disso, sugar o peito é um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, ajuda a ter dentes bonitos, a desenvolver a fala e a ter uma boa respiração. Quando a mãe amamenta no peito perde mais rapidamente o peso após o parto. O útero se recupera com facilidade, reduzindo o risco de hemorragia e de anemia. Amamentar ainda diminui o risco de desenvolvimento de câncer de mama e de ovário.

www.caapr.org.br

Colunas

CURITIBA RECEBE QUEEN EXPERIENCE IN CONCERT EM AGOSTO

O evento que acontece no dia 17 agosto, na Ópera de Arame, relembra os grandes clássicos da lendária banda de Freddie Mercury

Continue lendo

Edifícios também adoecem

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Projetos que é verdadeira lição de estilo

Solução criativa para transformar ambientes da casa

Continue lendo

Brunch exclusivo

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Não basta vigiar o papel

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017