Geral

Ambientes abrem espaço para degustação

Se a pessoa for um iniciante apreciador pode começar com uma adega de até 24 garrafas

O vinho caiu no gosto dos brasileiros e a tendência é que o consumo só aumente com o passar dos anos. O hábito também causou transformação nos lares. É o que confirma a dupla Ana Claudia Guerra e Phillippe Siarcos, do Guerra Siarcos Arquitetura. “Está em constante crescimento a inclusão de adegas em casa, independente do espaço disponível. O mercado hoje oferece equipamentos climatizados com capacidade de armazenar de 8 até 200 garrafas. Se a pessoa for um iniciante apreciador pode começar com uma adega de até 24 garrafas. Opções não faltam”, comentam.

Eles exploraram o tema na “Sala da Adega”, ambiente em exposição na Casa Cor Balneário Camboriú, onde propõem um living equipado com todas as operações e conforto para degustador nenhum botar defeito. Em uma área de 105m2 concentraram adega, lounge, bar de apoio e uma sala de estar generosa. Um espaço dos sonhos, porém a dupla - pé no chão - afirma que metragem não é problema, e sim solução.

“O tamanho vai depender do acervo do cliente, mas é importante prever as futuras compras, os vinhos de coleção, os que deverão ficar armazenados por mais tempo e os que são degustados com mais frequência. Isso influenciará no tamanho e na setorização da armazenagem dos rótulos. Outro fator importante que influenciará bastante é a localização da adega, a preferência é por um local específico e isolado para armazená-la ou deixá-la à mostra, integrada ao lounge, ou living, ou sala de jantar. Fazendo assim parte da decoração da casa”, explica Ana.

Colunas

Zucchero encerra turnê brasileira em Curitiba

Ingressos já estão à venda para o show do mito da música italiana que faz única apresentação, no próximo dia 29 de outubro, no palco do Teatro Positivo – Grande Auditório

Continue lendo

O pé-direito do elevador

Por Luiz Fernando de Queiroz é autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Inovação com segurança

No ano de 2005, o vereador Zé Maria, protocolou o Projeto de Lei 005.00167.2005, com a seguinte justificativa: “Curitiba cresceu, e muito. Deixou de ser uma província, há muito tempo. Há 31 anos, em 1974, a prefeitura implantou o sistema de Ônibus Expresso, inicialmente, com apenas duas linhas, Norte-Sul e Leste-Oeste. A inovação foi grande

Continue lendo

Projetos em contêineres

O universo da arquitetura e decoração está sempre em movimento, com inovações que levam personalidade para os projetos

Continue lendo

Lounge no Fashion Walk

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Síndico omisso cede ação

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017