Jurídico

Congresso 100% on line sobre criminalidade econômica tem participação de professor paranaense

O advogado criminalista e doutor em Direito, Guilherme Lucchesi faz sua abordagem a respeito da teoria da cegueira deliberada no Brasil no dia 27 de novembro

O professor Guilherme Lucchesi, doutor em Direito e advogado criminalista, integra a relação de palestrantes do I Congresso Nacional de Criminalidade Econômica, e aborda o tema o uso da cegueira deliberada no Brasil. O evento é 100% on line e em formato “streaming”, de 26 a 28 de novembro, a partir das 9 horas, e ficará disponível para acesso dos inscritos durante três meses. Mais informações e matrículas no site www.congressocriminal.com.br, onde também é possível conhecer os palestrantes e suas apresentações.

A organização do evento é da produtora Highbrow Business e Thoth Editora, com apoio do IBDPE – Instituto Brasileiro de Direito Penal Econômico, Universidade Cândido Mendes e Abracrim – Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas. De acordo com os idealizadores, o objetivo do congresso em ambiente virtual é propiciar o acesso de todo profissional e estudante do Brasil a referências do Direito Penal Econômico e a debate aprofundado de temas relevantes e atuais.

Programação

No dia 26 de novembro fazem palestra no I Congresso Nacional de Criminalidade Econômica: Alysson Mascaro (Direito Penal e sociedade: fundamentos e críticas), Ana Elisa Bechara (Corrupção, crise política e Direito Penal brasileiro), Walter Bittar (justiça negocial), Heloísa Estellita (a responsabilidade de dirigentes de empresa por omissão) e Marlus Arns de Oliveira (os reflexos da Lei 12.850/2013 na persecução penal).

As apresentações do dia 27 estão sob a responsabilidade de Francisco Monteiro (crimes contra ordem tributária), Marin Bach (a constante e complexa aproximação entre Direito Penal e Direito Administrativo), Guilherme Lucchesi (punindo culpa como dolo: o uso da cegueira deliberada no Brasil), Sarah Ferreira (compliance como mecanismo de prevenção dos crimes econômicos) e Rafael Soares (o exercício da advocacia e lavagem de dinheiro).

O congresso encerra no dia 28 com a participação de Diego Prezzi (prisão preventiva e ordem pública nos crimes econômicos), Thaise Mattar Assad (condução coercitiva como instrumento de terror político e social), Fábio André Guaragni (ordem econômica como bem de proteção penal), Priscila Souto (o sistema probatório na persecução penal dos crimes econômicos) e Décio Franco David (implicações do Direito Penal Econômico dentro do princípio da intervenção mínima).

Sobre Guilherme Lucchesi - advogado criminalista da equipe do LXP Advogados, doutor em Direito pelo Programa de Pós-graduação em Direito da UFPR. Master of Laws (LL.M.) pela Cornell Law School. Professor de Direito Penal do Unicuritiba. Coordenador adjunto da Pós-Graduação EAD em Direito Penal e Direito Processual Penal da ABDConst. Presidente do Instituto Brasileiro de Direito Penal Econômico (2018-2020). Diretor da Revista do Instituto dos Advogados do Brasil (2017-2019). Membro do New York State Bar (habilitação para advogar no Estado de Nova York - EUA).

Serviço:
I Congresso Nacional de Criminalidade Econômica
Data: 26,27 e 28 de novembro, a partir das 9 horas
Evento: 100% on line
Matrículas: https://pay.hotmart.com/I9490299A?checkoutMode=2&bid=1540231655641
Site: www.congressocriminal.com.br
Facebook: I Congresso Nacional de Criminalidade Econômica

Colunas

Musical com teatro de bonecos anima o fim de semana no Shopping Estação

Espetáculo Voou será apresentado no sábado (24) e no domingo (25)

Continue lendo

Quem paga o prejuízo?

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei contribui para reduzir automedicação

Por Mary Derosso

Continue lendo

Técnica para harmonizar espaços com plantas

O Feng Shui, arte milenar chinesa, pode ser uma excelente alternativa para quem deseja harmonizar a casa, aproveitando a nova estação, de forma simples e sem muitos custos

Continue lendo

Conformidade e Eficiência

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Multa evoca dor e mágoa

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017