Tecnologia

Paraná ganha primeira cooperativa de geração distribuída de energia a partir da biomassa lenhosa

Lançamento do novo sistema de geração de energia será no próximo dia 5 de abril em Curitiba

O total de consumidores que produzem a própria energia saltou de quatro conexões registradas na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em 2012, para 36,1 mil em março de 2018. Estima-se que, no ano de 2024, serão mais de 1,2 milhão de consumidores produzindo o equivalente a 4,5 gigawatts (GW) de potência instalada. Um estudo da DataFolha realizado em 178 municípios de regiões metropolitanas e cidades do interior do Brasil revela que 140 milhões de brasileiros manifestam interesse de gerar energia para consumo.

Para atender a esse público foi fundado em Curitiba o primeiro sistema de cooperativas para geração de energia de fontes alternativas limpas, denominada Ecoperativa – Cooperativa de Energia. A Ecoperativa atuará em todo o Brasil e lança comercialmente no próximo dia 5 de abril as suas duas primeiras Cooperativas de Energia – PR1, que atenderá o público consumidor residencial e a Cooperativa de Energia – PR2, que atenderá empresas com pequeno e médio consumo. As cooperativas terão, somadas, cerca de 13.000 cotas de energia para distribuir entre seus cooperados.

A geração de energia elétrica será feita a partir de resíduos de biomassa lenhosa, oriundas de podas de árvores das ruas, parques e praças da região metropolitana de Curitiba, seguindo os conceitos de geração distribuída, permitida pelas resoluções nº 482/2012 e nº 687/2016 da Aneel.

“Optamos inicialmente por utilizar a biomassa oriundas de podas de árvores das ruas, parques e praças de Curitiba, devido a vários fatores, entre eles, a alta disponibilidade desta matéria-prima como passivo ambiental”, explica o presidente da Cooperativa de Energia Paraná 1, Paulo Rabelo.

A energia gerada será utilizada exclusivamente para o uso de seus cooperados, que podem ser famílias, pequenas e médias empresas com consumo registrado mínimo de 50 kWh/mês. A primeira Usina que atenderá às cooperativas já encontra-se em construção, no município de Fazenda Rio Grande (PR), na Região Metropolitana de Curitiba, com previsão de geração de energia para o início de 2019.

Economia

O vice-presidente da Ecoperativa, Ismenio Castro Braga Junior, explica que no modelo proposto pela Ecoperativa, o consumidor não precisa alterar em nada o seu imóvel, e todos os trâmites legais e financeiros junto à concessionária de energia são feitos pela própria cooperativa. “O cooperado que gerar a própria energia por meio de biomassa terá uma economia de 20% no gasto com o consumo de energia no caso de empresas e de até 30% no caso de residências”, calcula Braga Júnior.

Ecoperativa

As Cooperativas de Energia Paraná I e II, pertencentes ao sistema Ecoperativa, tem sede administrativa na Rua José de Alencar, nº 60, em Curitiba-PR. Iniciam as atividades com uma estrutura enxuta: presidente, vice-presidente, diretor (secretário e financeiro), e conselho fiscal. Os departamentos de projetos, manutenção, administração, técnico e tarifação são terceirizados. O lançamento comercial da Cooperativa de Energia Paraná I e pré-lançamento da Cooperativa de Energia Paraná II será feito durante evento em Curitiba no Espaço Amazônia, às 19h30 do dia 5 de abril, quinta-feira.

Serviço: Lançamento da Cooperativa de Energia Paraná I - Ecoperativa
Quinta-feira, 5 de abril às 19h30
Espaço Encontro da Amazônia (Rua Nilo Peçanha, 1907)
Ecoperativa http://ecoperativa.com.br/

Colunas

CURITIBA RECEBE QUEEN EXPERIENCE IN CONCERT EM AGOSTO

O evento que acontece no dia 17 agosto, na Ópera de Arame, relembra os grandes clássicos da lendária banda de Freddie Mercury

Continue lendo

Comportamento antissocial

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei dispõe sobre instalação de cercas energizadas

Por Mary Derosso

Continue lendo

Arquiteta explica diferença entre perspectiva artística e 3D

Modelos de desenho englobam profundidade e maior percepção do projeto

Continue lendo

Âmbito internacional

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Devedor eleito síndico!

Por Luiz Fernando de Queiro, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017