Tecnologia

Paraná ganha primeira cooperativa de geração distribuída de energia a partir da biomassa lenhosa

Lançamento do novo sistema de geração de energia será no próximo dia 5 de abril em Curitiba

O total de consumidores que produzem a própria energia saltou de quatro conexões registradas na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em 2012, para 36,1 mil em março de 2018. Estima-se que, no ano de 2024, serão mais de 1,2 milhão de consumidores produzindo o equivalente a 4,5 gigawatts (GW) de potência instalada. Um estudo da DataFolha realizado em 178 municípios de regiões metropolitanas e cidades do interior do Brasil revela que 140 milhões de brasileiros manifestam interesse de gerar energia para consumo.

Para atender a esse público foi fundado em Curitiba o primeiro sistema de cooperativas para geração de energia de fontes alternativas limpas, denominada Ecoperativa – Cooperativa de Energia. A Ecoperativa atuará em todo o Brasil e lança comercialmente no próximo dia 5 de abril as suas duas primeiras Cooperativas de Energia – PR1, que atenderá o público consumidor residencial e a Cooperativa de Energia – PR2, que atenderá empresas com pequeno e médio consumo. As cooperativas terão, somadas, cerca de 13.000 cotas de energia para distribuir entre seus cooperados.

A geração de energia elétrica será feita a partir de resíduos de biomassa lenhosa, oriundas de podas de árvores das ruas, parques e praças da região metropolitana de Curitiba, seguindo os conceitos de geração distribuída, permitida pelas resoluções nº 482/2012 e nº 687/2016 da Aneel.

“Optamos inicialmente por utilizar a biomassa oriundas de podas de árvores das ruas, parques e praças de Curitiba, devido a vários fatores, entre eles, a alta disponibilidade desta matéria-prima como passivo ambiental”, explica o presidente da Cooperativa de Energia Paraná 1, Paulo Rabelo.

A energia gerada será utilizada exclusivamente para o uso de seus cooperados, que podem ser famílias, pequenas e médias empresas com consumo registrado mínimo de 50 kWh/mês. A primeira Usina que atenderá às cooperativas já encontra-se em construção, no município de Fazenda Rio Grande (PR), na Região Metropolitana de Curitiba, com previsão de geração de energia para o início de 2019.

Economia

O vice-presidente da Ecoperativa, Ismenio Castro Braga Junior, explica que no modelo proposto pela Ecoperativa, o consumidor não precisa alterar em nada o seu imóvel, e todos os trâmites legais e financeiros junto à concessionária de energia são feitos pela própria cooperativa. “O cooperado que gerar a própria energia por meio de biomassa terá uma economia de 20% no gasto com o consumo de energia no caso de empresas e de até 30% no caso de residências”, calcula Braga Júnior.

Ecoperativa

As Cooperativas de Energia Paraná I e II, pertencentes ao sistema Ecoperativa, tem sede administrativa na Rua José de Alencar, nº 60, em Curitiba-PR. Iniciam as atividades com uma estrutura enxuta: presidente, vice-presidente, diretor (secretário e financeiro), e conselho fiscal. Os departamentos de projetos, manutenção, administração, técnico e tarifação são terceirizados. O lançamento comercial da Cooperativa de Energia Paraná I e pré-lançamento da Cooperativa de Energia Paraná II será feito durante evento em Curitiba no Espaço Amazônia, às 19h30 do dia 5 de abril, quinta-feira.

Serviço: Lançamento da Cooperativa de Energia Paraná I - Ecoperativa
Quinta-feira, 5 de abril às 19h30
Espaço Encontro da Amazônia (Rua Nilo Peçanha, 1907)
Ecoperativa http://ecoperativa.com.br/

Colunas

Musical com teatro de bonecos anima o fim de semana no Shopping Estação

Espetáculo Voou será apresentado no sábado (24) e no domingo (25)

Continue lendo

Quem paga o prejuízo?

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei contribui para reduzir automedicação

Por Mary Derosso

Continue lendo

Técnica para harmonizar espaços com plantas

O Feng Shui, arte milenar chinesa, pode ser uma excelente alternativa para quem deseja harmonizar a casa, aproveitando a nova estação, de forma simples e sem muitos custos

Continue lendo

Conformidade e Eficiência

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Multa evoca dor e mágoa

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017