Negócios

Crédito amplia renda de família paranaense

Formado em gestão financeira, Alysson Wiinsch, de 33 anos, trabalhou em algumas empresas, mas buscava inspiração para montar um negócio próprio

Decidiu comprar um carrinho de cachorro-quente em dez parcelas, não para vender lanches, mas com a intenção de alugar. Com esta estratégia adquiriu seis carrinhos: quatro de cachorro-quente de dois de pamonha. Foi aí que buscou um financiamento da Fomento Paraná e o negócio deslanchou, saltando para 20 carrinhos.

Ele contratou uma operação de microcrédito quando soube que um antigo empregador havia feito um investimento com recursos de um financiamento da instituição financeira de desenvolvimento do governo do estado.

“Com o financiamento cheguei a vinte carrinhos. As condições são muito boas e o crédito rápido. É ótimo”, afirma o agora empresário, que há três anos decidiu formalizar-se como MEI (Microempreendedor Individual).

Regularizado, ele assina contratos de locação e emite nota fiscal de todos os aluguéis de mais de 200 clientes, que revezam os equipamentos em diferentes dias da semana. “Com o aluguel ajudo outras pessoas. Muita gente que precisa não tem condições de comprar, mas essa atividade acaba se tornando a principal fonte de renda da família, em especial em momentos de crise econômica, como agora”, explica.

Os carrinhos de aluguel ficam pouco tempo parados na garagem onde Wiinsch mantém os equipamentos e também faz consertos e reformas necessárias. “Entrego o carrinho completo e pronto para o cliente, com adesivos, ligações elétricas e chapa. Se fica um carrinho parado aqui é muito”, comemora o empreendedor.

Família empreendedora
Morador do bairro Campo de Santana, em Curitiba, Alysson Wiinsch vem de uma família empreendedora. “Minha mãe teve um minimercado, minha irmã tem um brechó, meu irmão uma borracharia. Além de tios e tias que também têm seus próprios negócios. O espírito empreendedor vem do sangue”, comenta.

Atualmente, Wiinsch só anuncia as locações pela internet, mas já prevê aumentar a frota. “Quero chegar a 50 carrinhos, para ser mais conhecido e melhorar a qualidade de vida da família. E vou à Fomento Paraná buscar novos créditos para isso”, finaliza.

Microcrédito
Desde 2011 a Fomento Paraná contratou mais de 26 mil operações de microcrédito, que representam cerca de R$ 226 milhões liberados para apoiar esses pequenos negócios em todas as regiões do Estado.

Operações de microcrédito são financiamentos em valores de até R$ 10 mil, para empreendedores pessoa física, e de até R$ 20 mil para empreendimentos de pessoa jurídica (com CNPJ).

Os recursos podem ser aplicados em reformas ou ampliações de instalações ou para capital de giro em atividades da indústria, do comércio e do setor de serviços.

Para facilitar o acesso ao microcrédito a Fomento Paraná mantém uma rede de agentes de crédito em parceria com prefeituras, associações comerciais, secretarias de estado e outras entidades. Atualmente estão cadastrados 266 agentes, que atuam em 226 postos de atendimento localizados em 199 municípios.

Colunas

Musical com teatro de bonecos anima o fim de semana no Shopping Estação

Espetáculo Voou será apresentado no sábado (24) e no domingo (25)

Continue lendo

Quem paga o prejuízo?

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei contribui para reduzir automedicação

Por Mary Derosso

Continue lendo

Técnica para harmonizar espaços com plantas

O Feng Shui, arte milenar chinesa, pode ser uma excelente alternativa para quem deseja harmonizar a casa, aproveitando a nova estação, de forma simples e sem muitos custos

Continue lendo

Conformidade e Eficiência

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Multa evoca dor e mágoa

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017