Companhia de teatro traz para o palco uma aporia, um beco sem saída

O espetáculo “APORIA EM SI#” escava uma dificuldade insuperável

O filósofo grego Aristóteles definiu a “aporia” como uma “igualdade de conclusões contraditórias”. O tema chega aos palcos pelas mãos da companhia “teatro de segunda”, de 9 a 12 de dezembro, no espaço Solimões 541, em Curitiba.

O espetáculo “APORIA EM SI#” escava uma dificuldade insuperável. “A aporia se desdobra na tarefa de apagar o barulho. Anônimos personificados trancados numa psicogeogafia, num beco sem saída”.

O texto de “APORIA EM SI#” é da escritora catarinense Melaine Peter. A direção coube à mineira Fany Magalhães, que também divide o palco com o ator Adolfo Tortelli. A peça, que estreou na Mostra de Dramaturgia do Sesi, tem sonoplastia e iluminação de Rodrigo Enoque e Giuliano Bilek.

Ficha técnica

Espetáculo APORIA EM SI#, da companhia teatro de segunda

Autora: Melanie Peter

Diretora: Fany Magalhães

Elenco: Adolfo Tortelli e Fany Magalhães

Figurino e cenografia: teatro de segunda

Sonoplastia e operação de som: Rodrigo Enoque

Iluminação e operação de luz: Giuliano Bilek

Produção: Fany Magalhães

Agradecimento especial: Juliana Bilek

Serviço:

Espetáculo APORIA EM SI#, da companhia teatro de segunda

Data: 9 a 13 de dezembro, às 20 horas

Local: Solimões 541 (Rua Solimões, 541)

Ingresso: R$ 10,00

Mais detalhes sobre o espaço: http://www.solimoes541.com/

 

Colunas

SESI Música une Mano a Mano Trio e João Bosco no mesmo palco

A apresentação é inédita e acontece no dia 18 de novembro em uma realização do SESI Cultura Paraná

Continue lendo

Silêncio é lei noite e dia

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei traz benefícios aos deficientes visuais

Por Mary Derosso

Continue lendo

Arquiteto fala sobre os principais erros ao começar uma construção

É comum se cometer erros ao realizar uma construção, principalmente para os “marinheiros de primeira viagem”

Continue lendo

Nova imortal

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Acesso forçado à unidade

“O condômino está obrigado a permitir o acesso à área privativa se isso for indispensável para a realização de obras de conservação do edifício condominial.”

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017