Cultura

Livro sobre silhueta feminina serve de guia para indústria têxtil

Cris Bemvenutti realizou 4 anos de pesquisa e estudo para chegar as conclusões que são apresentadas no livro

O faturamento do setor têxtil brasileiro deve chegar a R$ 152 bilhões em 2018, com uma produção de 6,05 bilhões de peças, de acordo com a Associação Brasileira de Indústria Têxtil e Confecções (Abit). No mundo, são 80 bilhões de novas peças ao ano. Mas ainda assim encontramos mulheres que não conseguem roupas adequadas ao seu corpo e seu estilo de vida. Por que um mercado com números tão gigantescos não consegue atender seu principal público consumidor?

As variáveis são muitas. As mulheres possuem corpos e gostos pessoais diferentes. Pensando nessas diferenças entre os corpos femininos, e insatisfeita com as fórmulas prontas para analisar o corpo da mulher, a bióloga e especialista em Anatomia da Imagem Cris Bemvenutti lançou o livro “Enfim Vestida de Mim” (Editora Ipsis, 337 páginas, R$ 149,00). A obra, que é fruto de mais de quatro anos de trabalho, estuda as proporções femininas de uma nova forma: o conceito XHOVA-S8-P3. A técnica leva em conta a proporção de cada parte do corpo da mulher e também a constante busca do cérebro pelo equilíbrio visual.

Para a autora, a união de autoconhecimento e o entendimento sobre a percepção do cérebro humano é a chave para a mulher recuperar o poder de se vestir com a sua melhor versão. “Enfim Vestida de Mim” apresenta um conceito único, que avalia a silhueta feminina em suas três dimensões: horizontal, vertical e de perfil. Seu grande diferencial está na integração dessas informações. Cada indivíduo tem características pessoais que, juntas, formam uma pessoa repleta de particularidades, um ser único.

A partir desse autoconhecimento as mulheres poderão fazer escolhas adaptadas ao seu biotipo, se utilizando da moda ou das tendências da moda pelas suas próprias razões. Este conhecimento, no entanto, também se aplica aos fabricantes de roupas que, para se ajustar ao universo feminino, deveriam se adaptar aos corpos das mulheres. “O livro serve como um guia para os profissionais do mercado desenvolverem uma nova visão. Uma coleção realmente pensada na silhueta feminina, em todas as suas dimensões”, esclarece Cris.

Segundo estudo feito pela pesquisadora e Anatomista de Imagem, Cris Bemvenutti existem hoje aproximadamente de 7 milhões de formatos diferentes de silhuetas femininas. Foram mais de 4 anos de pesquisa e estudo para chegar as conclusões que são apresentadas no livro.

Colunas

CURITIBA RECEBE QUEEN EXPERIENCE IN CONCERT EM AGOSTO

O evento que acontece no dia 17 agosto, na Ópera de Arame, relembra os grandes clássicos da lendária banda de Freddie Mercury

Continue lendo

Comportamento antissocial

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei dispõe sobre instalação de cercas energizadas

Por Mary Derosso

Continue lendo

Arquiteta explica diferença entre perspectiva artística e 3D

Modelos de desenho englobam profundidade e maior percepção do projeto

Continue lendo

Âmbito internacional

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Devedor eleito síndico!

Por Luiz Fernando de Queiro, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017