Cidade

Nota Curitibana cresce num ritmo de 534 novos participantes diários

Desde que foi lançado, em 3 de janeiro de 2018, o programa Nota Curitibana já atraiu 40.078 participantes

O número de pessoas aptas a concorrer nos sorteios cresce a um ritmo de 534,3 cadastros por dia, em média.

Trata-se de um desempenho que vem se mostrando muito positivo, destaca o secretário municipal de Finanças, Vitor Puppi, responsável pela criação e implementação do programa na capital.

O volume atual equivale a mais da metade (55%) dos 73 mil participantes do Boa Nota Fiscal, o programa que, criado em 2010, ficou sete anos ativo e foi substituído pelo Nota Curitibana no início deste ano.

Todos os contribuintes que faziam parte do cadastro do Boa Nota foram automaticamente transferidos para o Nota Curitiba. Mas, uma vez que o antigo programa não concedia prêmios, eles precisam confirmar o cadastro, dando “aceite” às novas regras e registrando duas entidades sociais que também serão beneficiadas com os sorteios.

Abre-alas
O primeiro sorteio ocorre no próximo dia 28 de março em homenagem ao aniversário de 325 anos da capital (no dia 29). O prêmio de estreia é de R$ 150 mil para um único ganhador. A partir de abril, os sorteios serão mensais e vão distribuir prêmios de R$ 50 mil, R$ 20 mil e R$ 10 mil, além de 15 mil prêmios de R$ 10,00 – num total mensal de R$ 230 mil.

Menos sonegação
Puppi destaca a importância do Nota para melhorar a educação tributária na cidade. Ao pedir nota, além de garantias em relação ao serviço pelo qual pagou, o consumidor também contribui para diminuir a sonegação fiscal.

A nota fiscal comprova todas as transações comerciais e ajuda a controlar o recolhimento de impostos. Ao pedir nota, portanto, o consumidor está ajudando a tornar mais justa a disputa entre um prestador de serviço que cumpre todas as suas obrigações fiscais e outro que eventualmente sonega impostos – e que, dessa maneira, leva vantagem indevida na concorrência do mercado.

“Quanto mais gente cadastrada no programa e exigindo as notas fiscais durante suas transações comerciais, melhor para todo mundo”, resume o secretário.

Potencial
Em outras cidades e estados que lançaram programas semelhantes, o incremento na arrecadação do Imposto sobre Serviços (ISS) chegou a até 15% após a consolidação do programa.

O ISS é a principal fonte de arrecadação própria de Curitiba. “O reforço na arrecadação se reverte em benefício para a população, na forma de contribuição para o equilíbrio das contas públicas e também para realização de obras e serviços”, diz Puppi.

Desconto no IPTU
Além de concorrer aos prêmios, os contribuintes cadastrados que pedirem nota fiscal no setor de serviços, informando o CPF, também pode usar os créditos gerados pelas notas para abater até 30% do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de imóveis da capital.

Colunas

CURITIBA RECEBE QUEEN EXPERIENCE IN CONCERT EM AGOSTO

O evento que acontece no dia 17 agosto, na Ópera de Arame, relembra os grandes clássicos da lendária banda de Freddie Mercury

Continue lendo

Edifícios também adoecem

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Projetos que é verdadeira lição de estilo

Solução criativa para transformar ambientes da casa

Continue lendo

Brunch exclusivo

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Não basta vigiar o papel

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017