Cidade

Lançamento: livro apresenta o sentido jurídico da afetividade

Professor Ricardo Calderón lança a obra "Princípio da Afetividade no Direito da Família", no dia 21 de novembro, na Livraria da Vila, em Curitiba

A trajetória e o sentido da afetividade no direito brasileiro são detalhados na obra “Princípio da Afetividade no Direito da Família”, do professor Ricardo Calderón, publicada pela Editora Forense, e que está com lançamento marcado para o dia 21 de novembro (terça-feira), na Livraria da Vila, em Curitiba. Doutorando e mestre em Direito Civil pela Universidade Federal do Paraná, o autor assinala que o livro, além de narrar o percurso da afetividade no direito brasileiro, comenta as recentes decisões do STF – Supremo Tribunal Federal e STJ – Superior Tribunal de Justiça na matéria, de modo a demonstrar as atuais repercussões práticas decorrentes da leitura jurídica da afetividade.

O livro tem prefácio assinado pelo ministro do STF, professor Luiz Edson Fachin, posfácio escrito pelo professor titular da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Anderson Schreiber, e apresentação pelo doutor em Direito Civil pela Universidade de São Paulo e professor titular da FADISP, Flávio Tartuce.

Para Calderón, a afetividade é, atualmente, o grande vetor dos relacionamentos e assume o perfil de verdadeiro princípio do direito de família. O livro descreve as projeções da afetividade no direito das famílias e das sucessões, de modo a destacar os grandes temas que estão hoje em debate nos tribunais brasileiros. Com um enfoque teórico-prático, o que permite delinear o sentido jurídico da afetividade.

De acordo com o autor, advogado militante na área do direito de família e sucessões há quase 20 anos, a obra também descreve as atuais repercussões da afetividade em alguns aspectos práticos, tais como: no novo conceito de família, nas imbricações entre as temáticas do cuidado e da afetividade, na socioafetividade, na filiação, na maternidade socioafetiva, na multiparentalidade, nos casos de alienação parental, no abandono afetivo, na usucapião familiar, na homoafetividade, na poliafetividade, no reconhecimento extrajudicial da filiação socioafetiva e nas repercussões sucessórias do reconhecimento dessas relações afetivas.

Para Anderson Schreiber, o livro oferece um recompensador passeio por aquilo que há de mais atual no direito de família brasileiro, a afetividade, por meio de linguagem e estilo cativantes.

No prefácio, o ministro Edson Fachin afirma que o livro é um trabalho primoroso, que apreende a pluralidade das fontes normativas e vence o reducionismo codificador ao reconhecer o quadro de intensas modificações ocorridas nas últimas décadas no direito de família.

No entendimento do professor Flávio Tartuce, a obra de Calderón é o principal trabalho sobre o tema no Brasil, não deixando dúvidas de que a afetividade é o norte regulador do direito de família nacional, tendo substrato e força jurídica para guiar o intérprete do direito.

Ficha técnica

“Princípio da Afetividade no Direito de Família”, de Ricardo Calderón, editado pela Forense, do Grupo GEN - Grupo Editorial Nacional, 434 páginas.

O autor - O professor de diversas instituições e advogado militante na área do direito de família e sucessões há quase 20 anos, Ricardo Calderón é doutorando e mestre em Direito Civil pela UFPR, diretor nacional do IBDFam- Instituto Brasileiro de Direito de Família, coordenador da pós-graduação em Direito das Famílias e Sucessões da ABDConst - Academia Brasileira de Direito Constitucional, professor dos cursos de pós-graduação da Fundação Getúlio Vargas–FGV-ISAE, Escola Paulista de Direito e da Universidade Positivo. Vice-presidente da Comissão de Direito de Família da OAB/PR. Membro do Instituto dos Advogados do Paraná e do IBDCIVIL – Instituto Brasileiro de Direito Civil.

Serviço
Lançamento do livro – noite de autógrafos e coquetel
Dia: 21 de novembro (terça-feira), a partir das 18 horas
Local: Livraria da Vila – Shopping Pátio Batel – Curitiba - PR

Colunas

CURITIBA RECEBE QUEEN EXPERIENCE IN CONCERT EM AGOSTO

O evento que acontece no dia 17 agosto, na Ópera de Arame, relembra os grandes clássicos da lendária banda de Freddie Mercury

Continue lendo

Comportamento antissocial

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei dispõe sobre instalação de cercas energizadas

Por Mary Derosso

Continue lendo

Arquiteta explica diferença entre perspectiva artística e 3D

Modelos de desenho englobam profundidade e maior percepção do projeto

Continue lendo

Âmbito internacional

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Devedor eleito síndico!

Por Luiz Fernando de Queiro, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017