Setor de lançamentos imobiliários ganha fôlego em Curitiba

Estoque em queda, retomada dos lançamentos supereconômicos (com preço de até R$ 170 mil) e reajuste no preço de todas as tipologias de apartamentos residenciais novos. Esse foi o panorama do setor de lançamentos em Curitiba, segundo os últimos dados da pesquisa de mercado realizada pela Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi/PR), em parceria com a BRAIN Bureau de Inteligência Corporativa. “Essa redução do estoque, acrescida à diminuição das unidades em oferta, mostra que os distratos de imóveis novos estão sob controle na capital paranaense. Ainda, sugere a abertura de espaços para novos empreendimentos”, ressalta a presidente da Ademi/PR, Aline Perussolo Soares.

Confirmando o desempenho ao longo do ano, os imóveis econômicos (com preços de R$ 170 mil a R$ 250 mil) e standard (com preço de R$ 250 mil a R$ 400 mil) são os que registram as maiores reduções nos últimos 12 meses, tendo novembro como mês de referência, com recuo de 28% e de 22% das unidades em estoque, respectivamente. O estoque de studios, lofts e apartamento de um dormitório em Curitiba também apresentou diminuição, com recuo de 8% em unidades.

“Percebe-se claramente que o setor de lançamentos imobiliários passou por um ajuste ao longo do ano passado, com equalização da relação entre oferta e demanda especialmente nos padrões com maior número de unidades. Embora em menor escala, essa situação deve persistir ao longo desse ano, paralelamente com o lançamento de novos empreendimentos nos padrões que já estão mais estabilizados”, analisa Aline.

Esse é o caso do padrão supereconômico (imóveis com preço até R$ 170 mil) que apresentou a retomada dos lançamentos em novembro, conforme os dados da pesquisa da Ademi/PR e da BRAIN. Ao todo, foram colocadas no mercado 562 novas unidades de dois empreendimentos na capital paranaense. Para o diretor de Pesquisa de Mercado da associação, Fábio Tadeu Araújo, o anúncio das novas regras e do novo teto para as habitações enquadrada no Minha Casa Minha Vida estimularam os lançamentos nesse padrão.

Quanto aos bairros, tomando como base o valor dos imóveis novos disponíveis para a venda em Curitiba, em novembro, o Batel continua a deter o maior valor do metro quadrado privativo para studios, lofts e apartamentos de um dormitório, na média de R$ 10.433,00. O bairro também tem o maior valor do metro quadrado privativo para os apartamentos residenciais novos de dois e três dormitórios, com média de R$ 11.991,00 e de R$ 10.473,00. Em relação aos apartamentos de quatro dormitórios, o Campina do Siqueira continua na liderança, com preço médio do metro quadrado privativo a R$ 11.596,00, em média.

Colunas

O PODER DA VOZ E DA PALAVRA DE DÉA TRANCOSO

A cantora mineira traz a Curitiba o espetáculo “Líricas breves para a construção de uma alma” que encerra a série Solo Música em 2017

Continue lendo

Obra nociva em área comum

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Conhecendo nossas leis

Por Mary Derosso

Continue lendo

Iluminação inadequada pode prejudicar confraternizações

Em épocas de calor e fim de ano, é preciso pensar como dar aquela nova “cara” ao ambiente sem comprometer a atmosfera acolhedora

Continue lendo

Negócios em expansão

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Inquilino elege e demite

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017