Arquitetura & Decoração

Profissionais reúnem dicas para não errar na decoração com formas geométricas

As formas geométricas sempre figuraram como interessantes, atrativas e bonitas de ser ver. O uso delas voltou com tudo para o décor e garante um visual leve e descontraído no ambiente e desde sempre foi sinônimo de modernidade, personalidade e sofisticação

“O geométrico retornou para a decoração com diversas releituras e com um toque mais contemporâneo que mesmo assim nos remete ao passado”, contam os arquitetos Erika Mello e Renato Andrade.

A dupla afirma que aplicar as formas geométricas no revestimento é ter a certeza que ele sempre estará em destaque. “Por serem, geralmente, bastante coloridos, é importante trabalhar uma combinação com elementos mais neutros. Assim não sobrecarregamos o ambiente”, explica Renato. Normalmente são utilizados como protagonistas – na parede ou no piso –, ou, em algumas situações, até avançar do piso para a parede; “É essencial contar com o auxílio de um profissional de arquitetura e decoração para saber dosar e equilibrar a composição”, aconselha Erika.

Tapetes, quadros, almofadas, nichos de parede, móveis e luminárias são peças que trazem a modernidade e o estilo expressivo das formas geométricas. “Misturar muitas formas e cores pode se configurar em um grande volume de informações que o cérebro precisa absorver. Com isso, a impressão de um espaço cansativo se não desenvolvido com harmonia”, destaca Erika. Móveis de formatos geométricos nem sempre são ergonômicos e aconchegantes, então é importante analisar o uso das peças de acordo com o dia-a-dia do cliente.

Para as estampas é possível misturar diversos formatos como triângulos, círculos, hexágonos e listras, entre outros, pois eles conversam entre si e resultam em uma ótima composição. “Por serem linhas marcantes, sempre recomendo evitar a mistura de estampas geométricas com orgânicas. Trabalhamos com ponderação para alcançar essas combinações”, acrescenta Renato.

Colunas

Curitiba recebe exposição fotográfica de Marina Klink

Registros da Antártica representam o olhar significativo da fotógrafa sobre as riquezas naturais do planeta

Continue lendo

Síndico erra, todos pagam

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Projeto incentiva o hábito da leitura

Por Mary Derosso

Continue lendo

Arquiteto dá dicas de decoração da casa para o fim de ano

Dependendo do tamanho do imóvel, é possível fazer uma reforma mais elaborada

Continue lendo

Lançamento do livro “Reflexões de Clodoaldo”

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Súmula confirma convenção

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017