Arquitetura & Decoração

Aromatização transmite sensação de aconchego ao lar

Perfumar os cômodos melhora a qualidade de vida dos residentes e fortalece o vínculo emocional

“Lar, doce lar!”, essa é a sensação que todos procuram após um dia exaustivo ou ao retornar de uma viagem. Para conquistar esse resultado, além de uma combinação harmônica de cores e móveis, é fundamental preocupar-se com a aromatização do ambiente, que influencia diretamente na percepção do espaço. Os arquitetos Ana Paula Guimarães e Thiago Manarelli, dão dicas para acertar na escolha e decorar com classe:

Fragrância única: Com a infinidade de modelos disponíveis, pode parecer desafiador escolher o mais adequado para cada ambiente, mas não é. Apesar de não ser uma exigência, os arquitetos aconselham o uso de um único aroma para o lar. “Costumamos utilizar a mesma essência na casa toda, para que dê unidade e o morador não sinta um cheiro em cada lugar. Fica mais harmônico e agradável”, aponta Thiago.

Aromatizador ideal: A escolha depende do local que deseja perfumar. Há linhas para lavanderia, cozinha e quartos - com sachês e spray renovador de lençóis. Velas e difusores são os mais indicados para salas e quartos, enquanto para a decoração de lavabo é recomendado aplicar as varetas difusoras em conjunto com sprays de ambientes. “Essa união é mais eficiente para manter um aroma constante do que os perfumadores usados ocasionalmente”, explica Nayana Pedreira, sócia-diretora da Acqua Aroma.

Atenção redobrada no quarto da criança: As fórmulas mais leves, como florais suaves, são as melhores, mas apenas após o pequeno ter completado seis meses de vida. “Nesse período sugerimos apenas borrifar água perfumada nas roupas dele antes de guardá-las no armário, para evitar o contato direto do perfume com sua pele”. Além disso, produtos específicos com cheirinho de bebê, como álcool em gel para as visitas, harmonizam bem com o ambiente infantil.

A escolha da fragrância: Perfumar os cômodos melhora a qualidade de vida dos residentes e fortalece o vínculo emocional, relacionando o cheiro da casa às boas emoções. Para ambientes mais íntimos, a lavanda é a mais procurada; já na sala, que é mais versátil e de uso coletivo, podem ser usadas fragrâncias amadeiradas, orientais ou florais. Notas cítricas funcionam como neutralizantes da mistura de aromas comuns na cozinha, enquanto verbena e limão siciliano são mais indicados para os banheiros, assim como a lavanderia que, com toques florais, transmite maior sensação de limpeza.

Colunas

Curitiba recebe exposição fotográfica de Marina Klink

Registros da Antártica representam o olhar significativo da fotógrafa sobre as riquezas naturais do planeta

Continue lendo

Síndico erra, todos pagam

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Projeto incentiva o hábito da leitura

Por Mary Derosso

Continue lendo

Arquiteto dá dicas de decoração da casa para o fim de ano

Dependendo do tamanho do imóvel, é possível fazer uma reforma mais elaborada

Continue lendo

Lançamento do livro “Reflexões de Clodoaldo”

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Súmula confirma convenção

Por Luiz Fernando de Queiroz autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017