Arquitetura & Decoração

Cinco passos para escolher o papel de parede ideal

Sempre surgem dúvidas na hora de escolher o papel ideal para o ambiente

Na hora de escolher aquela infinidade de cores, tipos e tamanhos de papeis de parede, surge uma dúvida: por onde começar? São milhares de marcas e designers nacionais e internacionais, que oferecem os mais variados tipos de papéis para decoração e nem sempre é muito fácil escolher o melhor e mais bonito. Para facilitar a escolha, a designer de interiores Nitsa Vianna Soares, explica o passo a passo para a compra do papel de parede ideal para o seu espaço:

1º passo:
O primeiro ponto que deve ser levado em conta são as dimensões da parede onde o papel será aplicado. Além das medidas, é importante levar algumas imagens do ambiente que receberá o material.

2º passo:
Ter uma noção do estilo, padrões e cores também ajuda. Como são centenas de opções diferentes de papel de parede, é interessante que o cliente vá à loja com alguma ideia do que ele procura.

3º passo:
Escolher o tipo de papel de parede. Existem diversos materiais diferentes que estão disponíveis aos consumidores. Os mais utilizados, e que merecem ser conhecidos, são os chamados Vinílicos e os Non Woven. O papel de parede Vinílico é composto por uma base de celulose e possui uma aparência mais artificial. Já o Non Woven é feito de uma mistura especial, de fibras naturais e sintéticas, que o torna lavável e resistente à luz. Além de uma aparência mais natural, são também chamados de “respiráveis”, pois evitam mofos e bolores por onde são aplicados.

4º passo:
Depois de escolher o estilo, padrão, cor e o tipo do material, é preciso pensar na aplicação. A parede deve estar sem imperfeições e totalmente lisa. Se a superfície possuir irregularidades, elas aparecerão no papel. Caso a parede seja em MDF, a dica é cuidar com o acabamento nas emendas das chapas.

5º passo:
E por fim, após a aplicação ser finalizada, é importante atentar-se à manutenção do papel. A limpeza deve ser feita com um pano úmido, sem molhar muito, ou com um espanador de pó. Deve-se ter atenção a superfícies úmidas e paredes que emboloram, pois estas danificam a manutenção do material. Dependendo do cuidado, um papel de parede pode durar cerca de 5 a 10 anos em uma mesma superfície.

Colunas

CURITIBA RECEBE QUEEN EXPERIENCE IN CONCERT EM AGOSTO

O evento que acontece no dia 17 agosto, na Ópera de Arame, relembra os grandes clássicos da lendária banda de Freddie Mercury

Continue lendo

Edifícios também adoecem

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Projetos que é verdadeira lição de estilo

Solução criativa para transformar ambientes da casa

Continue lendo

Brunch exclusivo

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Não basta vigiar o papel

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017