Arquitetura & Decoração

Cinco passos para escolher o papel de parede ideal

Sempre surgem dúvidas na hora de escolher o papel ideal para o ambiente

Na hora de escolher aquela infinidade de cores, tipos e tamanhos de papeis de parede, surge uma dúvida: por onde começar? São milhares de marcas e designers nacionais e internacionais, que oferecem os mais variados tipos de papéis para decoração e nem sempre é muito fácil escolher o melhor e mais bonito. Para facilitar a escolha, a designer de interiores Nitsa Vianna Soares, explica o passo a passo para a compra do papel de parede ideal para o seu espaço:

1º passo:
O primeiro ponto que deve ser levado em conta são as dimensões da parede onde o papel será aplicado. Além das medidas, é importante levar algumas imagens do ambiente que receberá o material.

2º passo:
Ter uma noção do estilo, padrões e cores também ajuda. Como são centenas de opções diferentes de papel de parede, é interessante que o cliente vá à loja com alguma ideia do que ele procura.

3º passo:
Escolher o tipo de papel de parede. Existem diversos materiais diferentes que estão disponíveis aos consumidores. Os mais utilizados, e que merecem ser conhecidos, são os chamados Vinílicos e os Non Woven. O papel de parede Vinílico é composto por uma base de celulose e possui uma aparência mais artificial. Já o Non Woven é feito de uma mistura especial, de fibras naturais e sintéticas, que o torna lavável e resistente à luz. Além de uma aparência mais natural, são também chamados de “respiráveis”, pois evitam mofos e bolores por onde são aplicados.

4º passo:
Depois de escolher o estilo, padrão, cor e o tipo do material, é preciso pensar na aplicação. A parede deve estar sem imperfeições e totalmente lisa. Se a superfície possuir irregularidades, elas aparecerão no papel. Caso a parede seja em MDF, a dica é cuidar com o acabamento nas emendas das chapas.

5º passo:
E por fim, após a aplicação ser finalizada, é importante atentar-se à manutenção do papel. A limpeza deve ser feita com um pano úmido, sem molhar muito, ou com um espanador de pó. Deve-se ter atenção a superfícies úmidas e paredes que emboloram, pois estas danificam a manutenção do material. Dependendo do cuidado, um papel de parede pode durar cerca de 5 a 10 anos em uma mesma superfície.

Colunas

Peça baseada em texto de Hilda Hilst será encenada em Curitiba

O Caderno Rosa da Senhora H chega ao Novelas Curitibanas em fevereiro

Continue lendo

Quórum para portaria externa

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Drywall deixa o ambiente bonito e criativo

O Drywall pode ser usado na decoração e permite criar sancas que irão deixar o ambiente muito mais harmonioso

Continue lendo

Viagem gastronômica pela Ásia no Rayon

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Cláusula vira armadilha

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017