Arquitetura & Decoração

Drywall é uma alternativa prática e eficiente

O drywall (parede seca, em tradução livre) é um sistema construtivo limpo e leve que pode substituir a alvenaria convencional em várias situações

Com este método, não existe a necessidade do uso de argamassa, fazendo com que as paredes fiquem mais leves e o trabalho mais limpo, rápido e prático.

Segundo o arquiteto Ibsen Otoni Pereira, este sistema consiste, basicamente, em construir paredes com estruturas metálicas leves que, depois, são vedadas com a utilização de chapas de gesso acartonadas. “O cartão aplicado às chapas de gesso ajuda, principalmente, a manter sua integridade durante o transporte e a instalação. Caso a parede que está sendo construída - ou instalada, no caso do drywall – faceie um ambiente úmido, chapas de gesso especiais estão à disposição. Como a parede é ‘oca’, pode ser preenchida com isolamentos acústicos e térmicos, quando necessários”, explica.

Um dos pontos mais vantajosos em relação ao drywall é ser um sistema limpo, em comparação com a alvenaria tradicional. Não é necessário o uso de cimento ou argamassa, por exemplo. Além disso, ele permite a racionalidade do projeto, pois com sua estrutura vazada, é possível que todos os sistemas hidráulico, elétrico, de lógica e de condicionamento de ar possam ter suas tubulações embutidas. “Após a montagem da estrutura metálica da parede, todas as tubulações são instaladas e, enfim, a parede é vedada com as placas de gesso acartonado. Muito diferente da alvenaria tradicional, na qual você primeiro constrói a parede, depois quebra a mesma, abrindo rasgos por onde passarão as tubulações e, então, instalá-las e, por fim, rebocar a parede novamente, preenchendo o que foi destruído”, ressalta Ibsen.

Colunas

TRAJETÓRIA DE CÂNDIDO PORTINARI NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

A exposição é composta por esboços, desenhos e estudos que revelam o processo criativo do artista

Continue lendo

Incêndio em condomínios: conhecimento e treinamento são fundamentais

Incêndio em condomínios: conhecimento e treinamento são fundamentais

O vice-presidente de Condomínios do Sindicato da Habitação e Condomínios (Secovi-PR), Dirceu Jarenko, explica que ter uma equipe e colaboradores preparados para ocasiões de urgência e emergência não é apenas uma questão de obrigatoriedade, mas de responsabilidade como cidadãos para a segurança de todos

Continue lendo

Lei coíbe prática da automedicação infantil

Por Mary Derosso

Continue lendo

Iluminação natural e amplitude trazem economia e sofisticação

Projetos que valorizam o aproveitamento da luz natural seguem princípios sustentáveis e economizam eletricidade

Continue lendo

Homenagem

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Pagou, tem que provar!

Por Luiz Fernando de Queiroz

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017