Colunas

Aplausos!

Após shows com ingressos esgotados, Metá Metá volta a Curitiba com repertório de álbum premiado

Disco MM3 foi eleito um dos melhores de 2016. Grupo se apresenta no palco da Arnica Cultural no dia 22 de janeiro


A banda paulista Metá Metá volta a se apresentar em Curitiba. O grupo faz show na Arnica Cultural no dia 22 de janeiro, domingo, com o repertório do elogiado álbum “MM3”, além de faixas de seus trabalhos anteriores. Este será o primeiro retorno dos músicos à capital paranaense após duas apresentações com ingressos esgotados em 2016.

“MM3” foi lançado de surpresa em maio do ano passado. Após algumas apresentações no Brasil, o grupo logo partiu para uma longa turnê por vários países da Europa, onde receberam inúmeros elogios da imprensa especializada. Não à toa, o disco foi citado em diversas listas internacionais que reuniram os melhores lançamentos de 2016. Por aqui, além das tradicionais listas de fim de ano, a banda recebeu o prestigiado prêmio da APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte, como melhor disco do ano.

Curiosidade
Essa será a primeira apresentação do Metá Metá em Curitiba fora do Teatro do Paiol. A banda, que vem à cidade frequentemente há alguns anos, sempre esteve no tradicional palco redondo do teatro. Dessa vez, o público curitibano poderá conferir o show de pé.

MM3
Em MM3, o Metá Metá apresenta um novo caminho, com fortes influências da África do Norte, de países como Marrocos, Etiópia, Niger e Mali. O disco foi gravado ao vivo durante em três dias e traz em sua sonoridade muita flexibilidade, dinâmica e improvisação, buscando ser fiel à sensação de êxtase, catarse e transe que o grupo transmite em seus shows.

A gravação conta com a colaboração dos músicos Marcelo Cabral (baixo) e Sergio Machado (bateria) na execução e criação dos arranjos, e apresenta canções em parcerias com compositores como Rodrigo Campos e Siba. As faixas foram mixadas por Gustavo Lenza e masterizado por Felipe Tichauer.

Trajetória
Metá Metá é o centro de uma cena musical na cidade de São Paulo, na qual artistas de um mesmo núcleo, como Romulo Fróes, Rodrigo Campos e Passo Torto, trabalham de forma colaborativa. Esse núcleo criativo lançou em cinco anos cerca de 30 discos, além de colaborar com artistas como Tony Allen, Criolo, Tom Zé e Elza Soares.

No primeiro disco, Metá Metá (2011), a banda mostrava um som minimalista, com poucos instrumentos, combinando polifonia e silêncio. No segundo álbum MetaL MetaL (2012), o grupo radicalizou a sonoridade e promoveu a interseção de vários elementos, como música brasileira, africana, latina, free jazz, punk rock e avant-garde. O álbum arrancou elogios de publicações como The Guardian, The Independent, Rolling Stone, The Wire, Les Inrockuptibles e Libération. O grupo passou por importante festivais europeus como Roskilde, Transmusicales e Mawazine.

Serviço:
Música: Metá Metá em Curitiba
Data: 22 de janeiro, domingo
Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia)
Local: Arnica Cultural - Rua Otelo Queirolo, 237, Bigorrilho - Curitiba, PR
Vendas online: https://www.sympla.com.br/meta-meta-em-curitiba---2201-na-arnica-cultural__110387
Produção: Santa Produção e Fineza Comunicação e Cultura
Apoio: Arnica Cultural, Farnel, A Caiçara

EDITORIAL

A necessidade de preservação do meio ambiente anda, cada vez mais, sendo assunto importante não somente por ambientalistas, mas por toda a sociedade. Na construção civil, projetos que diminuam os impactos ambientais já são recorrentes.

As construções sustentáveis representam 8,3% do PIB do setor de construção civil, de acordo com pesquisas realizadas em 2014 pela consultoria Ernst & Young, sendo que este tipo de construção tem crescimento médio de 30% ao ano. Por isso, projetos de paisagismo ganham a vez nos empreendimentos imobiliários.

E, ao contrário do que se possa pensar, o paisagismo vai além de um pequeno canteiro de plantas. Em grandes empreendimentos, condomínios ganham uma extensa área verde, integrando o meio ambiente ao conjunto arquitetônico.

Segundo o diretor-geral da Construtora e Incorporadora Laguna, Gabriel Raad, o paisagismo em um lançamento imobiliário é de fundamental importância. “Além de agregar valor ao imóvel, gera qualidade de vida para os moradores e oferece momentos de lazer e convívio para a família”, declara.

Para Raad, há uma crescente valorização de áreas verdes e naturais. “As pessoas estão em busca de lugares tranquilos e seguros, ao mesmo tempo em que precisam estar em centros urbanos. Harmonizar os dois ambientes é o desafio para esses empreendimentos”, acredita.

Continue lendo

Celebrando o amor: Perla Flamenca Tablao comemora o Dia dos Namorados

Celebrando o amor: Perla Flamenca Tablao comemora o Dia dos Namorados

Na edição do junho do Perla flamenco Tablao, a proposta é celebrar o amor, com música, dança e gastronomia espanhola

Continue lendo

Projeto cria Dia Municipal de Conscientização da Violência contra Idosos

Por Mary Derosso

Continue lendo

Síndico-gestor em risco

Por Luiz Fernando de Queiroz

Continue lendo

Workshop de design de interiores

Workshop de design de interiores

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Deixar objetos suspensos em janelas e parapeitos ou lançá-los para fora do prédio constitui fato não permitido pela legislação

Luiz Fernando de Queiroz é autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017