Universo Pet

Você sabia que seu pet também pode doar sangue?

Gatos devem estar com as vacinas em dia, não ter pulgas e carrapatos e ser dócil

Muita gente não sabe, mas a doação de sangue é também um ato de amor entre os pets. Cães e gatos saudáveis podem ser doadores e ajudar a salvar a vida de outros pets – claro, desde que atendam a alguns pré-requisitos, como estar com a saúde, vacinação e vermifugação em dia, ter pulgas e carrapatos controlados e ser um animal dócil. Assim como acontece com a doação de sangue humano, os bancos de sangue de animais sofrem com os baixos estoques.

Segundo Tatiana Braganholo, médica veterinária, além de anemias, doenças crônicas e perdas de sangue causadas por acidentes, um dos principais problemas que podem levar a transfusão de sangue são as doenças transmitidas pelo carrapato, que muitas vezes atingem a medula óssea do pet. Por isso, o cuidado com a saúde do animal deve incluir consultas periódicas com um veterinário e adoção de medidas preventivas prolongadas contra parasitas – como comprimidos ou coleiras -, essenciais para evitar casos que exijam uma transfusão sanguínea.

“Cada animal requer um tipo diferente de doação. Alguns precisam de sangue total, outros, apenas de alguns dos seus componentes (hemácias, plasma, plaquetas, albumina, leucócitos, fatores de coagulação etc). Por isso é importante que os centros de doação tenham um bom estoque”, afirma Tatiana, que complementa “o procedimento ajuda na recuperação e em muitos casos é essencial para que o animal não perca a vida”.

Antes da doação, o veterinário realiza alguns exames e avalia os requisitos básicos para confirmar a viabilidade do procedimento, que não causa nenhum prejuízo à saúde dos pets saudáveis. A quantidade de sangue extraída de cães de grande porte, por exemplo, não ultrapassa 450 mililitros. Muitas vezes, o animal recebe um sedativo leve para que se mantenha tranquilo durante a extração.

Vale lembrar que cães e gatos têm pré-requisitos diferentes para a doação. Confira abaixo quais são e saiba se seu pet pode ajudar a salvar outras vidas:

Cachorros: pesar mais de 27 kg; vacinação e vermifugação em dia; estar com o controle de pulgas e carrapatos em dia; ter entre um e oito anos; ausência de doenças e transfusões prévias; e fêmeas não devem estar prenhas, amamentando ou no cio.

Gatos: pesar mais de 4 kgs; vacinação e vermifugação em dia; estar com o controle de pulgas e carrapatos em dia; ter entre um e sete anos de idade; ausência de doenças e transfusões prévias; fêmeas não devem estar prenhas, amamentando ou no cio.

Colunas

CURITIBA RECEBE QUEEN EXPERIENCE IN CONCERT EM AGOSTO

O evento que acontece no dia 17 agosto, na Ópera de Arame, relembra os grandes clássicos da lendária banda de Freddie Mercury

Continue lendo

Comportamento antissocial

Por Luiz Fernando de Queiroz, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Lei dispõe sobre instalação de cercas energizadas

Por Mary Derosso

Continue lendo

Arquiteta explica diferença entre perspectiva artística e 3D

Modelos de desenho englobam profundidade e maior percepção do projeto

Continue lendo

Âmbito internacional

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Devedor eleito síndico!

Por Luiz Fernando de Queiro, autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017