Pesquisa mostra bairros mais valorizados em Curitiba

Localização, custo de construção e padrão dos empreendimentos são os principais fatores responsáveis pela variação do preço do metro quadrado  Crédito: Fábio Pradi

Uma pesquisa realizada no primeiro semestre do ano, verificou uma variação de quase 300% no valor do metro do metro quadrado (área privativa), e de aproximadamente 250% no valor do metro quadrado (área total), de edifícios residenciais situados em diferentes bairros da cidade. O levantamento foi realizado pela Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR) para apurar a valorização do preço dos imóveis na cidade.

A pesquisa mostrou que o Batel é o bairro com o maior preço de área privativa da capital paranaense, com valor médio de R$ 6,2 mil o metro quadrado, e que o Barreirinha é o com o menor valor do metro quadrado, área privativa, numa média de R$ 2,1 mil. A classificação é a mesma no quesito área total: enquanto no Batel o valor do metro quadrado chega a R$ 3,4 mil, no Barreirinha é de R$ 1,4 mil, em média.

De acordo com o presidente da Ademi-PR, Gustavo Selig, localização, custo de construção e padrão dos empreendimentos são os principais fatores responsáveis por esta diferença. “Hoje, no Batel, se encontram imóveis de luxo, numa região nobre e central, próximos aos melhores shoppings, restaurantes e bairros da cidade. O Barreirinha ainda é uma região em desenvolvimento, geralmente com imóveis econômicos”, compara.

Selig diz também que a escassez de terrenos na região mais valorizada da cidade influencia diretamente o preço de venda dos imóveis. “A quantidade de áreas para construção é menor no Batel. Consequentemente, o preço dos poucos terrenos disponíveis na região é maior do que na Barreirinha e isso tem um reflexo direto no valor de comercialização das unidades”, explica.

Dadas as determinações do zoneamento, os empreendimentos disponíveis no Batel têm área privativa maior, três ou quatro dormitórios, materiais de acabamento nobres, mais vagas de garagem e uma área de recreação menor. No Barreirinha, são mais comuns apartamentos com dois ou três dormitórios, área útil menor e de recreação mais ampla.

Para os próximos anos, o presidente da Ademi-PR prevê uma valorização ainda maior dos imóveis em Curitiba, de 8% a 10% por ano. “O preço do imóvel não vai cair, porque o mercado passou por um período de recuperação do valor do metro quadrado. O preço da construção também subiu muito em relação a terrenos, materiais e mão de obra. Em algumas regiões, se houver excesso de oferta, a valorização poderá atingir patamares menores, mas não terá uma depreciação”, afirma.

Dormitórios – A pesquisa também verificou a diferença do metro quadrado, segundo o número de dormitórios. A maior variação do valor do metro quadrado, área privativa, se dá nos imóveis com um dormitório, totalizando R$ 3 mil de diferença entre o maior e o menor índice. No Bigorrilho, o preço é 25,6% maior do que a média da cidade para o produto. “Havia uma demanda reprimida no bairro, foi lançado apenas um empreendimento e ela foi atendida. Este resultado se trata de uma questão de oportunidade de mercado, mais do que de localização”, conta Selig. A valorização média para este perfil de empreendimento é de +6,5%.

O estudo também constatou um excesso de oferta de empreendimentos de três dormitórios no Xaxim, ante a uma valorização de +19%, em relação à média do mercado (de +6%), para o mesmo produto, no Ecoville. Já no Portão, a valorização dos imóveis com quatro dormitórios acompanhou a média da cidade, contabilizando +8,3%. “No Portão, o valor dos imóveis está ajustado à demanda, embora este não seja o tipo de produto mais lançado e procurado na região. Geralmente, a procura e a quantidade de lançamentos com este perfil é maior no Ecoville e no Batel”, conta Selig.

Os cinco maiores preços de metro quadrado em Curitiba (área privativa)
1º - Batel – R$ 6,2 mil
2º - Cabral – R$ 4,5 mil
3º - Água Verde – R$ 4,4 mil
4º - Seminário – R$ 4,2 mil
5º - Ecoville – R$ 4,2 mil

Os cinco menores preços do metro quadrado em Curitiba (área privativa)
1º - Barreirinha – R$ 2,1 mil
2º - Fazendinha – R$ 2,2 mil
3º - Santa Cândida – R$ 2,3 mil
4º - Cajuru – R$ 2,4 mil
5º - Sítio Cercado – R$ 2,5 mil

Colunas

Exposição une fotografia e arte visual em Curitiba

A mostra “Aura”, em cartaz no Shopping Crystal, traz fotos de Vitor Augusto com intervenções do artista Cristopher Gegembauer

Continue lendo

Como se livrar do barulho

Por Luiz Fernando de Queiroz é autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

Agricultura ecológica

Por Mary Derosso

Continue lendo

Plantas incrementam os ambientes residenciais

As plantas são bem-vindas em todos os cômodos da casa ou apartamento

Continue lendo

Linha de produtos exclusivos

Por Bebel Ritzmann

Continue lendo

Recado do STJ ao locador

Luiz Fernando de Queiroz é autor do TPD-Direito Imobiliário e do Guia do Condomínio IOB

Continue lendo

O Morador  Online  - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MMV
Fone: 41 - 3333-8017